ANUÁRIO by Shu Sakano
neojunkie@ig.com.br
By: Shu Sakano

[Recommend this Fotopage] | [Share this Fotopage]
[<<  <  [1]  2  >  >>]    [Archive]
Monday, 26-Dec-2011 02:41 Email | Share | | Bookmark
anuario

TESTE


Friday, 1-Jan-2010 12:00 Email | Share | | Bookmark
Cos Every Little Thing Is Gonna Be Alright

Epitáfio (Sérgio Britto )

“Devia ter complicado menos
Trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos
Com problemas pequenos
Ter morrido de amor... “


Este ano deixei que a idéia viesse em algum momento, sem pressionar para sair no dia 01/01, para descrever o ano de 2009. E pensando nisso percebi que o tempo havia passado tão rápido que eu mal havia sentido ou guardado alguma lembrança marcante dentro de mim. Mas calmamente fui lembrando, dia a dia, mês a mês, e cheguei em tantas coisas boas e outras nem tanto. Mas porque então eu tinha tido a sensação de que o ano havia sido desprezível dentro das memórias guardadas? Fui então atrás desses questionamentos entre conversas e pesquisas (Salve Google!) e cheguei a conclusão de que ao passar dos anos, as coisas que fazem parte da rotina são simplesmente ignoradas pelo nosso HD! E a velocidade das coisas de hoje fazem com que nosso HD só fique com “tags” pra busca mais detalhada de cada lembrança guardada. E revendo o ano lembrei tantas coisas que eu até me espantei!
Michael Jackson morreu? Patrick Swayze finalmente virou Ghost? Corinthians na Libertadores antes do Brasileirão, depois de subir da série B? Lombardi deixou a voz suporte de Silvio no vácuo? Clô para os íntimos virou purpurina? Ronaldo no Corinthians? Flamengo Campeão Brasileiro? Obama Presidente? Rubinho melhor piloto brasileiro?Elizabeth Fraser (ex-Cocteau Twins) lançou um EP depois de quase 10 anos de hiato? Oasis anuncia fim da banda? BRASIL CREDOR DO FMI? E AINDA CONSEGUE SEDE DE COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS COM O PRESIDENTE (VAI LULA, VAI!!!) QUE NINGUÉM ACREDITAVA? Preocupantes não?
Pois bem, acho que o sumo das coisas foi a PREOCUPAÇÃO que tomou parte de mim em 2009. Passei boa parte do ano, graças à crise mundial, preocupado com meu pequeno universo. Acho que por ter focado em problemas pessoais as coisas externas tenha sido deixadas na “pasta de irrelevantes”.
Terminei o ano com a cabeça cheia de coisas a serem jogadas no lixo. A pressa geral fez com que nossos laços humanos tenham sido cada vez mais ignorados. Meus amigos agora são números de celulares (não memorizados óbvio, só salvos no aparelho de celular, e não me pergunte seu número que jamais irei lembrar) ou só nomes (às vezes símbolos esquisitos) numa tela do MSN. Sem contar o TWITTER e FACEBOOK que deixou muita gente mais ocupada dentro de si mesmo. Eu sinto falta de as vezes ir na casa de alguém para tomar um chá e comer um pedaço de bolo (aquele mesmo de caixinha) para dar um “alô” num dia comum, numa hora qualquer. Nesse momento sinto a idade chegar de maneira jamais sentida. No auge dos meus 35 anos, no meio do caminho para os 40, vejo que celular bom é aquele que fala. MP3? Foto de “trocentos” megapixels? Ah, sinceramente não tem tanta importância assim. Televisões de LCD, PLASMA, LED e com High Definition e mais bla bla blás já na me seduzem como um dia já me seduziram. E com esse pensar, vejo que meu tempo, caro amigo, ficou para trás. As vezes ainda, em alguns momentos raros e individualistas, desejo ter algum desses novos itens, modas, pensamentos. Mas quando penso que a minha geladeira é velha e está precisando ser trocada, eu rapidamente volta a ignorar essas novidades. Além do peso da idade, ouvir pela primeira vez, sem que ninguém forçasse a fazê-lo, minha filha dizer: ‘Papai!” e abrir um sorriso, faz com que eu me anule e dedique o meu tempo, meu espaço, meu querer para ela.
Mas tenho boas memórias desse, esquecível, porém não desprezível, ano. A primeira festa de aniversário da filhota (obrigado mãe, pelo seu esforço em sempre estar de bem com a vida e com as pessoas em sua volta), jogar futsal depois de anos com amigos que estavam ali mas era difícil de enxergá-los (ai galera Bora pro Fut, tamo junto porra!!!), o descanso da vóvó de 91 anos (Anata Koeta ne?), alguns amigos novos, outros dissabores antigos, novas virtudes, velhos vícios, Tia Amélia (aquela que era mulher de verdade, que dizia bakatchutcha!) no seu último suspiro em sua incansável luta, as lágrimas verdadeiras de toda nação tricolor carioca (eu sei que o Corinthians é minha vida, mas tenho de reconhecer a luta desse time sensacional), amores recuperados, paixões vencidas, corações partidos...
Mas há uma coisa em 2009 que pode ser a primeira coisa a ser lembrada, que tudo isso que ocorreu tinha de acontecer pois 2010 foi de longe um ano renovado, fresco, novo, delicioso. Apesar de os últimos dias de 2009 já mostrarem dias de extremo calor (maldita camada de ozônio) mantenho minha esperança de coisas novas, boas e principalmente humanamente memoráveis.
Que 2010 venha quente, porque eu já to fervendo!!!

Um brinde com Muita Saúde!!!

Com Amor,

S.


Thursday, 1-Jan-2009 12:00 Email | Share | | Bookmark
Sobre o Tempo

"Os homens trocam as famílias
As filhas, filhas de suas filhas
E tudo aquilo que não podem entender
Os homens criam os seus filhos
Verdadeiros ou adotivos
Criam coisas que não deviam conceber
O tempo passa e nem tudo fica
A obra inteira de uma vida
O que se move e
O que nunca vai se mover.. êê,êê
Se mover... êê,êê

O passado está escrito
Nas colunas de um edifício
Ou na geleira
Onde um mamute foi morrer
O tempo engana aqueles que pensam
Que sabem demais que juram que pensam
Existem também aqueles que juram
Sem saber" (Nenhum de Nós, Sobre o Tempo)

Como um clichê ouvi nos últimos dias, como o ano passou e nem fora percebido, o "tempo vôou", diriam. Honestamente parecia ontem mesmo que muitas coisas aconteceram, e que até que as Olimpíadas tinham sido no ano passado... E pensando bem, não haveria motivos para esquecer tão facilmente desse ano cheio de acontecimentos históricos e marcantes.
O começo foi um tanto incerto e medonho como tantos outros, mas logo o encaixe preciso das peças da vida foram acontecendo. O tempo, impiedoso e sagaz, se fez escasso na velocidade em que a vida nos permite. Pouco tempo para dormir, muito tempo dentro de um ônibus. Pouco tempo para passear com a família, muito tempo na fila dos bancos. Pouco tempo para sorrir e ser afável, muito tempo de mau humor... Minha filha nasceu (Alice - 30/04) e uma sensação indizível ao conhecê-la e cada pequeno detalhe do DNA familiar. Minha sobrinha logo depois veio (Miki - 14/08) e o prazer ainda maior em compartilhar com meu irmão o mesmo deslumbramento. A família cresceu e parece estar mais consistente e já sinto que o tempo que tenho é pouco e cada vez mais difícil de administrar. Fazemos mil coisas ao mesmo tempo, e na esperança de restar mais tempo, a sensação é de cada vez temos ainda menos. Sentimos cada vez menos a intensidade das coisas. O tempo acaba com a intensidade e o valor das coisas? Responda se for capaz...
No meio do tempo escasso e da vida correndo tivemos por exemplo alguns tristes e lamentáveis episódios como o vergonhoso confronto da polícia Civil com a Militar (alguém chamou a polícia nesse dia?), a morte (no mínimo bizarra) do ator que fez o Coringa, os Nardoni e a filha jogada pela janela (...), renúncia do Fidel Castro (isso me surpreendeu, prenúncio do fim dos tempos?), o namoro de Mallu Magalhães com o 'hermano' Camelo, a morte da Derci (prenúncio do fim dos tempos??), a crise mundial financeira e o desastre no sul brasileiro (prenúncio do fim dos tempos???).

"Sempre acorda angustiado
E apressado você vai pra rua
Mas mesmo assim acordado
O pesadelo continua

Ô crianças, isso é só o fim, isso é só o fim"
(Camisa de Venus, Só o fim)


Coisas ótimas cercaram nossa volta como o Hamilton finalmente conseguindo seu título na F1 (Massa, ano que vem é sua vez!), show do rei Roberto e Caetano em homenagem a bossa, Bob Dylan, Cindy Lauper, Madonna, Queen,Duran Duran, Thedy passeando pelas ruas da Liberdade/SP (alô Thedy, te vejo no Sesi no meio do ano de novo???), Iron Maiden, WhiteSnake, Scorpions, Deep Purple, REM (dinossauros vivos e com o gás total), Joss Stone (que bela moça!), Club 8 (doce voz sueca que clareou meu pobre ouvido), Interpol, Off Spring, Bad Religion, Jesus and Mary Chain (!)(prenúncio do fim???), Mission (ta certo que foi so o cantor, mas valeu), meu poderoso Timão de volta de suas 'férias', Big Bang recriado (prenuncio do fim???), Obama eleito nos EUA (Martin L. King diria: I had a dream and it came true!!!).Vendo por todos os lados, se o prenuncio não for a coisa mais certa, pelo menos será uma virada grande nas páginas do mundo.
Ao meu redor as coisas andam otimistas. Pessoas com novas dietas, novos amigos, novos amores, novos rumos... Os velhos, poucos, raros e bons amigos que me cercam, mostraram nessas últimas semanas o poder do amor e da amizade. No dia 05/12 estive num acidente de carro na estrada que liga SP a BH. Felizmente não tive lesões. E dos quatro que estavam no carro, so um amigo, Luciano, que sofreu um traumatismo craniano. A falta de palavras e o choque do acidente me fez perder as esperanças em alguns momentos. Mas os amigos, de perto e os de longe, nos confortaram para a torcida na recuperação do Luciano. Rezamos juntos, torcemos juntos, sofremos juntos. Um segundo foi o suficiente para mudar O que era para ser uma viagem corriqueira a trabalho no pesadelo que não queríamos ter. Um segundo foi o suficiente para trazer lágrimas de um amigo. Um segundo para o sangue sagrado estar manchado em nossas memórias. Um segundo para a curva fatal. Um segundo para ter saudades do amor da família. Um segundo para o som do capotamento. Um segundo para sentir o sorriso da minha filha. Um segundo para acabar com a tranquilidade de muito tempo. Um só segundo...Um...
Mas o tempo (sempre ele) fez com que as coisas se acertassem e o Natal fosse lindo para todas as famílias. Luciano esperou o velho Noel em casa com a família.
Nascer em 2008. Morrer em 2008. Renascer em 2008...
Nasci com minha filha, morri com a dor e a incerteza no acidente, mas renasci ao ter uma segunda chance após o acidente com meus amigos todos bem.

Em 2009, muitas crises apontam...Muitos medos surgirão...um conselho seria de muito cuidado e paciência para o próximo ano. E que nossos desejos sejam sempre maiores que nossos temores...

2009 começa e a gente ainda nem começou direito!!!
Você pode ter só mais um segundo...
Então, vamos a vida, enjoy it!!!

"Tempo, tempo mano velho,
falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Como zune um novo sedã

Tempo, tempo, tempo mano velho
Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai

Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final" (Pato Fu, Sobre o Tempo)


*Usem o cinto de segurança! Foi o que salvou nossas vidas(inclusive no banco de trás)


Tuesday, 1-Jan-2008 12:00 Email | Share | | Bookmark
1º de Janeiro de 2008

A MERDA que precede a RECOMPENSA

No prenuncio do texto passado anunciando 'MERDA' para 2007, literalmente e poeticamente desejando boas vibrações, aos poucos a sensação de que a vida traz surpresas cíclicas são notórias.Coisa de vidente falsário ou Nostradamus, a vida é tão previsível quanto o final de uma novela. Algumas inesperadas, outras nem tanto...Mas no fundo torna-se previsível pela máquina construtora que é o homem. Supresa nenhuma com um aviao caido em Congonhas logo depois que uma pessoa tão influente pede pra "relaxar e gozar", com o fim da CPMF numa tentativa de derrubar o atual governo (e desde quando nossos governantes pensam no povo?), com Renan Calheiros sendo absolvido (desde quando os nossos governantes pensam no povo?), com uma garota de 15 presa com 15 numa cela masculina no Pará? (e ainda disseram que a garota era doida da cabeca...quem é doido? Ou quem não é morando nesse brasil? - minúsculo mesmo porque é o que cabe nele), com o meu eternamente amado Corinthians num vergonhoso declinio moral, ético, político e outros mais (evito dar mais detalhes em respeito a nação corinthiana sempre acreditando no amor), com a volta do Led Zeppelin e do The Police (afinal se os Sex Pistols voltaram...), do interminável fim da banda Ira!, com uma avalanche de sensações que passamos todos os dias, sendo eles nesse ano, no passado ou nos que virão...Enfim, estamos simplesmente, como o próprio planeta sugere, girando no proprio eixo, fazendo as mesmas coisas em tempos diferentes...E não há evolucão nas coisas só uma mudança óbvia na adequação quanto ao homem pensador naquele exato momento.

Ruim? Nada disso, somos saudosos por natureza. O cara que pintava (antes das fotos) paisagens, rostos, era pra poder guardar em algum lugar o que ele queria dizer, pensar, planejar, agir... Saudosismo total! Fotografia, História, Internet, informações em geral é um meio de eternizar aquele momento(como estas palavras que esta lendo). E quem sabe daqui ha 10, 50 ou 100 anos, alguém ache e leia e me chame de vidente (ou visionário)... Vida cíclica, histórias idem.

Ah mas tivemos coisas boas (como todo ano tem), e no meu recorte anual vejo as pessoas mais estáveis emocionalmente uma vez que o país tem dado uma trégua economicamente, Vejo Björk vindo ao Brasil passear e até fazendo um show num festival brazuca junto com Killers e Artic Monkeys, as sempre bem-vindas medalhas de ouro de qualquer competicao nacional (nesse caso o Pan no RJ), o excepcional 'Tropa de Elite' que dispensa comentários...E pessoalmente minha mãezinha voltou ao nosso convívio depois de 4 anos e que fiquei 'grávido' e bem feliz, o que fez muitos valores perderem sentido...e outros jamais sentidos serem tão imortais e infinitos...
Apesar de tudo isso ter acontecido e cada um ter vivido tantas outras coisas cada um em seu lugar, o tempo passou depressa a ponto de eu achar que precisei de mais uns 3 meses pra que meu ano acabasse... Comi depressa, fumei depressa, acordei sempre atrasado, bebi goladas e mais goladas de Coca-Cola sem saborear, dormi tarde demais, vivi muito sem sentir prazer...Mas sabiamente o cerebro bloqueou coisas negativas para que o dia-a-dia fosse menos doloroso e a vida pudesse seguir. Ah, a vida, que é uma só, da qual não nos pertence, como muitos por ai dizem: "vá cuidar da sua vida!", poderia ser um "Vá cuidar da nossa vida". Não confunda vida com jeito que você escolheu para viver...'Way Of Life' em inglês... Vida é tudo aquilo que compõe o planeta...Se você comprou seu carro, com seu dinheiro e coloca gasolina para rodar pela cidade e emite gás carbonico excessivo pela má manutenção, não é problema seu...é problema nosso, porque afeta todo o planeta só por causa da porra do seu carro fudido. E nao me venha com eu cuido da minha e você cuida da sua, pq não existe várias vidas, existe sim, uma vida, que muitas pessoas vivem nela ao mesmo tempo, num mesmo segundo em que uma mão salva um bebê em alguma margem de um rio, outra mata uma namorada e outras se erguem pedindo clemência aos céus...
Nossa vida é um conjunto de ações numa sincronia como numa orquestra. A vida pede vida. Além de ser pai, descubro também que serei tio numa mesma época. Ah tantas surpresas numa vida... 2007 foi o ano da vida, das mudanças e da preparação para a eternidade, para o infinito. 2008 será o marco para o infinito. (o símbolo do infinito é praticamente o 8 deitado)

Desejo que 2008 seja cheio de infindas tristezas para alegria vir com força, infindas separações para memoráveis reencontros e infindas perdas para os ganhos superarem as expectativas...
Me permito finalizar parafraseando Renato Russo:

"E nossa história não estará
Pelo avesso assim sem final feliz
Teremos coisas bonitas prá contar
E até lá, vamos viver
Temos muito ainda por fazer
Não olhe prá trás
Apenas começamos
O mundo começa agora
Apenas começamos"



Monday, 1-Jan-2007 04:47 Email | Share | | Bookmark
1o Janeiro de 2007

O bem vence o mal, mas a batalha é longa

Deixei em 2006 todo a dor de não poder buscar nem almeijar sonhos, fiz da passagem um caminho para poder esquecer todo mal e toda cura. Cada vez mais senti os dias se passarem sem que eu pudesse perceber. Nem um sapato e nem uma camisa eu tive tempo de comprar. Ando com o mesmo figurino, não por opção mas por pura falta do mesmo. Mas entendi que há tempo para tudo e até agora não veio a chance. Mas semrpe a gente se sente bem quando o pior não ousa aparecer. So good, so good, I´ve got you...
Calam-se as almas dançantes do mundo. James Brown, rei do soul, sai de cena nesta reta final de 2006...A trilha do ano simplesmente poderia ser todos os momentos sonorizada por músicas do soulman.
No 1o dia de 2006 ja havia imaginado que era um momento de abraços apertados e que teriamos de estar prontos e abertos...
Brasil perde para França (de novo!) e a Copa (ainda lembra disso?). Lula é reeleito. Escândalos políticos. Violência urbana...Opa, ai sim uma novidade significativa. São Paulo, cidade da velocidade e do trabalho, enganosamente confundida com o Rio de Janeiro, é alvo de facção criminosa e atentados (isso não é palavra usada só no IRAQUE?) contra polícia e a população. Medo. Absurdo. Incompetência.
Mas por poucos dias. Logo aparecem coisas do cotidiano para deixar nossa mente ocupada. Ultimos capítulos de novelas, o DVD tão esperado do atista preferido ou uma bunda nova na playboy. E nesses modernos tempos, onde a internet é o meio onde as pessoas correm pra casa pra falar e encontrar com as pessoas - não há muito tempo atrás o contrário era mais comum, sair pra fazer isso - nos trazem o retrato mórbido da maldade humana. Se até hoje todo mundo se diz respeitoso quanto ao seu próximo, na internet o respeito é substituído por ignorância, onde em inumeros lugares se pode rir às custas da desgraça alheia sem ser deselegante. Muita gente pode achar normal, mas não se pode negar q isso é simplesmente hipocrisia. A internet é sim um aglomerado de pessoas. Melhor ainda é que a imagem na internet é o ponto menor. Cabeças pensantes se sobressaem. Bundas e peitos são como calendarios em mecanicas, papeis de parede para computador. E ainda assim, coisas insanas como "as arves somos nozes" são a atração deste pequeno admirável mundo novo.
A tristeza vem ainda mais forte quando ouvimos que o pais é um dos melhores lugares...mas qual finalidade? Tudo que entendo é que vivemos ainda como um povo colonizado onde "orgão humano na orbita é um astronauta!".
Espantoso...Esplêndido...Excepcional...
Informação ao alcance de todos, mas é preciso ler, ouvir, escrever e entender acima de tudo, todas as informações que a modernidade nos dispõe. Tanto celular, ipod, Cameras digitais e tantas outras tecnologias e ainda vivemos numa bizarra distância entre o novo e o velho. Gente que mal sabe falar tem celular que tira foto e ainda filma...
Os corações brasileiros tão lindos mas tão pobres...Tão cheios de amor, mas que só se vê um palmo a frente do nariz...Tão honestos e trabalhadores mas com uma fila de gente esperando no hospital pra ser atendido ou de um bandido para ser preso...
Ai ai ai, que pais de merda...Povo colonizado, semrpe colonizado... Mas como no teatro (uma das poucas coisas que ainda estão a frente da nossa burrice...) dizer 'MERDA' é desejar boa sorte para a apresentação...Que o Brown me desculpe, mas faço "Jesus, etc" do Wilco a música para celebrar nosso recomeço.
Na verdade o caminho será só uma continuidade. Nada de recomeços enganosos! Que nessa eterna busca pelo prazer e pela realização, desejo que 2007 venha cheia de MERDAS E MERDAS (afinal há de se ter um equilíbrio em tudo) e que num próximo balanço vejamos quem venceu, se a merda ou a merda.

Que abram as cortinas do espetáculo, 2007 já aponta no centro...
MERDA A TODOS!!!

Paz, amor e carinho! EVER!!!

Shu Sakano
[b]


[<<  <  [1]  2  >  >>]    [Archive]

© Pidgin Technologies Ltd. 2016

ns4008464.ip-198-27-69.net